“Festa da Cultura” é um risco partilhado entre várias entidades [VÍDEO]

Câmara do Funchal investe 150 mil euros num projeto que associa a cultura, o turismo e o comércio.

O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Albuquerque, apresentou hoje a Festa da Cultura, que decorrerá entre os dias 17 e 27 de Maio, e inclui a 38ª Feira do Livro. Trata-se de um evento abrangente, orçamentado em 150 mil euros, que associa a cultura, o turismo e o comércio local.

“Este evento que vamos realizar, a semana da cultura do Funchal, resultou de uma experiência nova. Uma experiência que, do meu ponto de vista, deve ser repetida em tempos adversos. Houve um esforço de juntar todos os parceiros culturais, económicos e sociais na criação de um evento que tivesse custos reduzidos e efeitos multiplicadores na economia, no turismo, no comércio e na cultura”.

Dado o carácter inovador e experiencial da Festa da Cultura, até porque as datas podem sofrer alterações de futuro, o autarca considerou o evento “um risco partilhado” entre as várias entidades parceiras, mas com grandes potencialidades na criação de uma nova atratividade para a cidade e para a Região.

O secretário regional de Educação e Recursos Humanos, Jaime Freitas, considerou mesmo que a “Festa da Cultura” reveste-se de grande importância, não apenas para os funchalenses, mas para todos os madeirenses, podendo vir a ser um dos cartazes turísticos de maior impacto além fronteiras.

Uma ideia partilhada pelo Diretor Regional do Turismo, Bruno Freitas, que disse que não só o turismo é uma janela para a cultura, como a “cultura é uma porta aberta para o turismo na Região Autónoma da Madeira”, sendo que, nos dias acima referidos, é esperada uma taxa de ocupação hoteleira na ordem dos 80%.

A Associação Comercial e Industrial do Funchal (ACIF) e a Associação de Comércio e Serviços (ACS) também se associam à Festa da Cultura. Ambos os responsáveis, Duarte Rodrigues e Lino Abreu, respetivamente, mostraram-se confiantes no empenho dos comerciantes para aquela que “constitui uma mais valia para os projetos comerciais”.

De acrescentar, por exemplo, que são esperados cerca de 800 figurantes no cortejo “A História sai à rua”, que acontece a 27 de Maio, entre as 16h30 e as 18h30. Muitos são repetentes, mas muitas caras novas vão relembrar a história regional.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest