Região com duas novas lanchas

Jardim inaugura amanhã, pelas 18h00, no Porto do Funchal, as novas lanchas para o serviço dos Portos da Madeira.

No âmbito do projeto apoiado pelo Fundo de Coesão para a Modernização e Reordenamento do Porto do Funchal, a Administração dos Portos da Madeira (APRAM), na sequência de um concurso público internacional, adquiriu aos Estaleiros Navais de Peniche duas lanchas, uma, de pilotos e outra, multiusos, batizadas com o nome de “Ilhéu do Farol” e “Ilhéu do Lido”.

As lanchas, concebidas de raiz, chegaram ao Funchal no passado mês de Março para serem feitos os últimos testes e dar formação aos profissionais que as irão manobrar, nomeadamente mestres de tráfego local e motoristas marítimos.  Recentemente, foram formalmente entregues à APRAM. Cada uma das lanchas custou 699 mil euros, o que dá um investimento total na ordem dos 1.398.000,00 € que foi comparticipado em 62,92% pelo Fundo de Coesão.

O casco das lanchas é feito de fibra de vidro reforçada, têm um comprimento de fora-a-fora de 12,26 metros, 3,84 m de boca (largura), o calado máximo é de 1,20 m e o deslocamento de 13,52 toneladas.
As embarcações podem alcançar uma velocidade máxima de 23 nós, uma velocidade de trabalho de 18 nós e uma velocidade de cruzeiro de 11 nós. Têm uma capacidade de lotação máxima para seis pessoas e dispõem de modernos equipamentos eletrónicos, onde se incluem um radar, um AIS, um GPS e dois VHF Sailor com DSC.

A lancha, multiusos, “Ilhéu do Lido” está preparada para transportar uma maca e possui um cabeço de amarração à ré no convés, a meio do painel de popa. Vai desempenhar funções de apoio a serviços portuários e costeiros.

Estas embarcações vêm preencher lacunas do ponto de vista operacional, constituindo uma mais valia no combate à poluição e em situações de emergência e socorro no mar. A lancha de pilotos, que fecha o ciclo de modernização dos equipamentos portuários, permitirá que o embarque e o desembarque em mar aberto, onde as condições de trabalho, especialmente nos meses de Inverno, são mais adversas, seja otimizado.

Nesta medida, as novas lanchas do Porto do Funchal, apresentam como principais caraterísticas, a robustez, estabilidade e manobrabilidade, que são fundamentais à segurança e eficiência nas operações com os navios de cruzeiro e carga.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]


PUB