Lopes da Fonseca relembra proposta sobre incêndios

A qual recomenda ao GR a adoção de uma política integrada de combate aos fogos florestais , que ainda não foi discutida no Parlamento Regional.

O líder do grupo parlamentar centrista, António Lopes da Fonseca, lembrou esta tarde, em comunicado, a necessidade do executivo agir, rapidamente, para evitar que este verão, face ao potencial combustível das serras da Madeira, fruto da fraca precipitação do Inverno, seja semelhante ao de 2010.

O deputado centrista relembrou a proposta de decreto legislativo regional que o CDS apresentou, no passado dia 18 de Abril de 2012, que “Recomenda ao Governo Regional a adoção de uma política integrada de combate aos fogos florestais” e que ainda não foi discutido no Parlamento Regional.

Relembre-se que a proposta do CDS sugeria que o executivo “faça um estudo exaustivo, com carácter de urgência, sobre a possibilidade da utilização de meios aéreos na deteção e combate aos fogos florestais na Região Autónoma da Madeira. Caso se confirme essa possibilidade e atendendo à sua utilidade, o Governo Regional deve procurar que ou o Governo Central ou o Governo de Canárias disponibilizem esses meios à nossa Região na época de Verão, procurando, desse modo, minimizar o impacto destas catástrofes ambientais”. E ainda “apoie, com meios técnicos e humanos, todos os municípios da Região na criação e ou atualização dos Planos Operacionais Municipais e aposte na prevenção, nomeadamente na colocação estratégica de torres de vigilância e de meios humanos e na limpeza exaustiva de caminhos florestais e das zonas de floresta”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest