UMAR lamenta mais uma morte por esfaqueamento

Núcleo da UMAR/Madeira envia comunicado, no qual, lamenta que mais uma mulher tenha sido esfaqueada pelo ex-companheiro.

O Núcleo da UMAR/Madeira apelou, hoje, através de comunicado que as mulheres que sejam vítimas de violência não se calem e denunciam as agressões de que são vítimas.

Num prazo de duas semanas, no mesmo concelho, Machico, já são duas as mulheres foram barbaramente agredidas pelas mãos dos seus ex-companheiros, ficando estas com graves problemas e ambas internadas em estado crítico”, refere o comunicado, acrescentando que no primeiro caso, o “homem acabou por ficar em prisão preventiva em consequência da segunda agressão. Esperemos que o mesmo aconteça com o segundo agressor e que ambos sejam duramente penalizados pelas autoridades competentes”.

Em todo o país e também na Região, os casos de violência doméstica começam a ser muito preocupantes, “não só porque estão a aumentar, mas também porque são cada vez mais graves e põem em risco a vida das mulheres. Nenhuma crise pode justificar situações como estas, pois ninguém tem o direito de agredir e maltratar a sua companheira, ou ex, como nestes dois casos.

Nenhum homem pode querer impor a sua presença quando a relação já terminou, porque ninguém é dono de ninguém. Existe o direito ao divórcio, exatamente para que, quando o amor acaba, a vida dos dois possa continuar com normalidade”, evidencia ainda o documento.

Não se pode aceitar como normais situações destas, sejam quais forem os argumentos, como os que dizem que a agressão é sempre um meio de expressarem a sua fúria e de não aceitarem uma resposta negativa à continuidade de uma relação que já não dá nada e só traz sofrimento.

O Núcleo da UMAR/Madeira expressa o seu mais firme protesto “contra a violência doméstica e apela às autoridades judiciais para que sejam duras e firmes contra quem pratica esta violência, apelando também às mulheres para que não se calem e denunciem as agressões de que são vítimas, pois só assim poderão ter o direito à proteção, antes que seja tarde”, apela.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

 

 


PUB