Nenhuma escola “deixará de funcionar” por falta de refeições

Situação está regularizada. A garantia é do secretário regional de Educação e Recursos Humanos.

As dificuldades sentidas nos estabelecimentos de ensino da Região Autónoma da Madeira são conhecidas de todos. Problemas com os telefones, com os passes e com a alimentação são recorrentes e já originaram várias queixas por parte dos encarregados de educação.

Ainda assim, à saída da Assembleia Legislativa da Madeira, onde esteve para a discussão da Moção de Censura ao Governo Regional, o secretário regional de Educação e Recursos Humanos, Jaime Freitas, garantiu que nenhuma escola vai deixar de funcionar por causa dos problemas com as refeições.

“Neste momento temos garantido que nenhuma escola deixará de funcionar por causa de haver qualquer interrupção do fornecimento da alimentação”. Acrescente-se que alguns fornecedores haviam anunciado, a partir do dia 1 de Junho, o cancelamento dos serviços prestados ao Governo Regional.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest