Cada cidadão deve ser “um agente de proteção civil” [VÍDEO]

Governo sensibiliza para as Medidas de Prevenção e Emergência nos Estabelecimentos de Apoio Social.

Foram hoje apresentadas, no auditório do Centro de Segurança Social da Madeira, as Medidas de Prevenção e Emergência de Estabelecimentos de Apoio Social.

“A proteção e a segurança das pessoas é uma atividade permanente, multidisciplinar e intersectorial que envolve a todos: governo, autarquias, instituições particulares de solidariedade social, empresas, famílias e cidadãos”, começou por dizer o secretário regional dos Assuntos Sociais, na sessão de apresentação do projeto.

O manual de apoio vai abordar os conhecimentos básicos para a proteção naqueles espaços, mas pretende sobretudo sensibilizar toda a população que os utiliza, desde os funcionários aos visitantes. Francisco Jardim Ramos disse que cada cidadão, mais do que nunca, deve ser “um agente de proteção civil”.

O presidente do Serviço Regional de Proteção Civil, Luís Nery, informou que o objetivo principal “é fazer com que todos os intervenientes neste tipo de ações saibam o que fazer e, acima de tudo, o executem da mesma forma”.

Após a entrega do documento nos estabelecimentos de apoio social, as entidades vão proceder a ações de formação, a treinos conjuntos e também a exercícios para testar as medidas. O trabalho agora apresentado decorre também nas escolas da Região, onde os técnicos de proteção civil procuram garantir o cumprimento da legislação.

De referir que um plano de emergência interno compreende, além dos procedimentos em caso de emergência, a organização em situação de emergência (organogramas hierárquicos); o plano de atuação; o plano de evacuação: as instruções de segurança anexadas com plantas e esquemas de emergência.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]


PUB