Santa Cruz continua a enganar os munícipes

Em causa a construção de uma ponte de betão, que privou os cidadãos do acesso aos terrenos.

A Junta de Freguesia de Gaula alertou, em Agosto de 2011, a Câmara Municipal de Santa Cruz para a reposição de um troço da Vereda da Levadinha, no Sítio das Levadas, onde a câmara executou uma ponte de betão, privando agricultores, regantes e demais cidadãos no acesso aos seus terrenos.

Hoje, passado quase um ano da construção em causa, a situação continua por resolver, enquanto o responsável camarário, o vereador Jorge Baptista, refere que a obra foi executada pelos serviços do Governo Regional. O que foge claramente à verdade, apontou o presidente da Junta de Freguesia de Gaula, Élvio Sousa.

“Estamos perante uma grave mentira e omissão deliberada por parte da vereação e executivo da câmara municipal de Santa Cruz, pelo que toda a documentação que envolve esta matéria será remetida para discussão e apuramento de responsabilidades”, inclusive no Ministério Público.

Élvio Sousa disse, no final da conferência de imprensa, que a autarquia de Santa Cruz tem um prazo de 15 dias para resolver a acessibilidade na obra, antes que seja reunido “um conselho de freguesia” a fim de definir um plano de “agitação democrática” para resolver os problemas aos agricultores e regantes.

[fbshare type=”button”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

Pin It on Pinterest