PND pede demissão de Cunha e Silva

Rubina Sequeira diz que o vice-presidente “foi abandonado por Jardim” e também foi responsável pela “falência técnica” das sociedades de desenvolvimento.

“Só as sociedades de desenvolvimento, que estão em falência técnica desde 2005, têm um passivo de 662 milhões de euros. O dr. Cunha e Silva, nosso vice-presidente, é que tinha a tutela das sociedades de desenvolvimento, tendo pegado no ‘dinheirinho’ (662 milhões de euros) para investir nas obras que toda a gente conhece. Esse senhor esteve mal e nunca foi chamado à responsabilidade”, apontou a deputada do PND, hoje em conferência de imprensa em frente ao edifício da Vice-Presidência.

Rubina Sequeira disse, ainda, que João Cunha e Silva “foi abandonado” por Alberto João Jardim na corrida à liderança do PSD.

“Apoiando Manuel António na corrida à liderança do PSD, Jardim deixou o vice-presidente sozinho. Este senhor Cunha e Silva se tivesse um pingo de dignidade pedia a demissão, não só pelas responsabilidades que devia ter assumido mais cedo como também pelo abandono a que está sujeito agora”, concluiu a deputada do PND.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest