Carlos César: “investimento no desporto pode ser economicamente reprodutivo”

Carlos César enalteceu a iniciativa da Federação Portuguesa de Futebol (FPF)  disputar nos Açores o Torneio Lopes da Silva, que vai juntar, na ilha de S. Miguel, seleções de sub-14 das vinte e duas associações de futebol do país.

Falando no final de uma audiência que concedeu ao Presidente FPF, Fernando Gomes – que se encontrava acompanhado do Vice-Presidente Rui Manhoso, do diretor para as Seleções Nacionais de Formação, Pedro “Pauleta”, e do Presidente da Associação de Futebol de Ponta Delgada, Auditon Moniz –, o Presidente do Governo dos Açores considerou que o apoio prestado á realização da prova pode ser encarado como “acessório, face á importância e ao simbolismo da decisão que foi tomada.

Ainda sim, Carlos César não deixou de lembrar que estarão presentes cerca de quinhentos jovens futebolistas e um elevado número de acompanhantes “e isso constitui, evidentemente, um fator de dinamização do mercado local e é significativo, também, do ponto de vista do seu impacto económico.”

Acentuando que, para além do estímulo aos jovens desportistas açorianos, o torneio tem essa função reprodutiva na área económica, disse que isso “evidencia bem que o que importa é a qualidade do investimento e não o setor a que se dirige.”

O Presidente do Governo sublinhou, a propósito – e tendo em conta a possibilidade de se realizarem nos Açores jogos da seleção nacional –, que, se o Governo Regional tivesse já feito um investimento na requalificação profunda no Estádio de S. Miguel, os Açores estariam capacitados para receberem esses jogos, com todas as consequências positivas para a sua notoriedade e para a sua economia.

“Isso quer dizer que, quando se faz um investimento num estádio de futebol, por exemplo, não se está a fazer, necessariamente, um investimento improdutivo, ou não se está a desperdiçar recursos em momento de crise”, afirmou.

Por isso, defendeu que o investimento na área do desporto deve ser prosseguido e deve atender à qualificação das infraestruturas que propiciem momentos como o que vai acontecer com a realização do Torneio Lopes da Silva, que é, igualmente, uma boa oportunidade para a projeção externa da região.

O Torneio Lopes da Silva, organizado pela Associação de Futebol de Ponta Delgada e pela Federação Portuguesa de Futebol – cujo presidente, neste seu encontro com Carlos César, agradeceu o apoio concedido pelo Governo Regional – vai decorrer de 23 a 30 do corrente, sendo a primeira vez que tem lugar fora do espaço continental.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest