200 pessoas no Rochão sem água potável

Os ‘populares’ consideram ‘inadmissível’ haver populações que ainda não têm água potável em pleno século XXI.

O CDS deslocou-se esta tarde ao sítio do Rochão, freguesia da Camacha, no sentido de denunciar a existência de mais de 40 habitações sem acesso a água potável.

No local, José Manuel Rodrigues recordou que o seu partido denuncia há muitos anos “a falta de prioridades” do Governo Regional e das câmaras municipais na aplicação dos dinheiros públicos.

“Aqui temos um exemplo em Santa Cruz, no Rochão, de duzentas pessoas que não têm direito a água potável em pleno século XXI. Mas, por outro lado, a câmara e o Governo Regional tiveram dinheiro para construir 11 campos de futebol no concelho de Santa Cruz, que praticamente não servem para nada”, denunciou o líder dos centristas.

“É com mágoa que nós vemos que a câmara municipal, a Junta de Freguesia da Camacha e o Governo Regional há muitos anos que são pressionados para aqui trazer água potável e não fizeram absolutamente nada”, complementou.

José Manuel Rodrigues referiu, ainda, que “mesmo numa situação de dificuldades financeiras, trazer água potável à zona alta do Rochão tem de ser uma prioridade máxima da Câmara Municipal de Santa Cruz”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest