SINERGIA apresenta recurso no Provedor de Justiça

Sindicato representa mais de 10% dos trabalhadores da EEM e está contra os cortes anunciados pelo Governo

O SINERGIA, um sindicato independente a atuar no sector energético da Madeira, e que representa mais de 10% dos trabalhadores da Empresa de Eletricidade da Madeira (EEM), está contra os cortes impostos pelo Governo.

Ontem, face à ausência de resposta do Ministério da Economia, a propósito de um regime de exceção ou adaptação relativamente aos cortes dos subsídios de férias e  natal, o sindicato resolveu apresentar um recurso ao Provedor de Justiça.

“Face à ausência de resposta do Ministério da Economia, o SINERGIA,  fundamentado em pareceres que recolheu junto de gabinete de juristas  credenciados, apresentou ontem recurso para o Digníssimo Provedor de Justiça, no sentido da sua justa e esclarecida intervenção, dado esta medida contrariar um conjunto de normas imperativas e de direitos adquiridos  constitucionalmente”.

O sindicato lamenta ainda que o Governo abra exceções para outros sectores de atividades, como a CGD, a TAP ou a SATA, mas continue sem ouvir as reivindicações dos profissionais da energia.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest