Plano de resgate tem de ser reajustado

Carlos Pereira considera que mesmo que a Madeira cumpra o Plano de ajustamento a Região não conseguirá recuperar a economia.

O líder da bancada parlamentar socialista, Carlos Pereira, afirmou hoje que o Plano de Ajustamento Económico Financeiro da Região é impossível de concretizar. Em conferência de imprensa, o deputado do PS/Madeira advertiu para o facto do referido plano de resgate ter de ser ajustado à realidade económica e financeira da Região.

“Tendo em conta o nível de custo da dívida é impossível aos madeirenses pagarem a dívida que Alberto João Jardim e companhia fizeram. Este é que é o problema do Plano de Ajustamento Económico Financeiro. Este plano de ajustamento não se ajusta à Madeira, nem a economia, nem as famílias, nem às empresas madeirenses”, destacou.

Carlos Pereira defendeu, na ocasião, que o Programa de Ajustamento Financeiro da Madeira tem de ser ajustado à realidade financeira regional.

“A Madeira tem um problema que foi gerado pelos senhores que hoje continuam a governar a Região, apresentou um plano que é absolutamente impraticável, é impossível de resolver, é impossível de ter uma solução prática, ou seja, corremos o risco de cumprir o plano e não recuperar a Madeira, nós cumprimos o plano e acabamos esse cumprimento do plano continuamos com desemprego, falências, não temos economia e temos famílias a passar fome”, alertou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest