Adversidades representaram “um estímulo”

Presidente do Governo agradeceu a paciência dos empresários da construção civil.

 

No Dia da Região Autónoma da Madeira e das Comunidades Madeirenses, que se assinalou hoje, nove personalidades receberam as Insígnias Honoríficas Madeirenses. O presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, presidiu à cerimónia e agradeceu o apoio prestado ao desenvolvimento regional.

“É tradição na região autónoma, em nome do povo, agraciarmos as pessoas que prestaram relevantes serviços ao povo madeirense. Faz parte da ética de uma democracia saber ser reconhecido com aqueles que, nos vários ramos de atividade, nos propiciaram condições para que a sociedade fosse melhor”.

O governante aproveitou esta oportunidade, a entrega de insígnias a dois empresários da construção civil, para criticar as políticas que limitam o investimento e a redução do emprego. Políticas que “não queremos, mas que nos são impostas”, afirmou, salientando a disponibilidade daqueles que “sempre aguardaram receber” o dinheiro, em nome do bem comum da Madeira.

Rui Manuel Teixeira Gonçalves (Cordão Autonómico de Valor), António Jorge da Silva Andrade (Cordão Autonómico de Distinção), Don Sebastián Grisalenã Sanchéz (Cordão Autonómico de Distinção), José Avelino Aguiar Farinha (Cordão Autonómico de Bons Serviços), José Paulo Pinto (Cordão Autonómico de Bons Serviços), Raul Gomes Serrão (Medalha Autonómica de Distinção), Jaime Pontes Lira (Medalha Autonómica de Bons Serviços), José Cândido Garcês Duarte (Medalha Autonómica de Bons Serviços) e Maria Prado de Almada Cardoso (Medalha Autonómica de Bons Serviços) foram os homenageados.

“Gostaríamos de agradecer a homenagem que nos é prestada. O facto de termos sido agraciados deixa-nos muito lisonjeados, reconhecendo-nos a capacidade de desenvolver projetos em várias áreas de atividade, não nos podendo assim esquivar, de forma alguma, o desafio de dar continuidade ao desenvolvimento da nossa região”, disse o porta-voz dos nove agraciados com as insígnias honoríficas, sublinhando mesmo que as adversidades representaram para eles “um estímulo”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest