“Fizemos dívida” para promover o desenvolvimento da Região

Francisco Jardim Ramos esteve na Venezuela para assinalar o Dia da Região e das Comunidades Madeirenses.

 

O secretário regional dos Assuntos Sociais, Francisco Jardim Ramos, esteve na Venezuela para assinalar o Dia da Região e das Comunidades Madeirenses.

“Um dos nossos maiores valores, que nos prestigia e enobrece é, inquestionavelmente, o extraordinário potencial que constitui a nossa diáspora, feita de muitos milhares de madeirenses e luso-descendentes, espalhados pelos cinco continentes”.

A intervenção serviu ainda para chamar a atenção para a atual situação social e económica de Portugal. O governante observou que, nestes tempos de grande impasse e incerteza, o empenho de todos é fundamental e, por isso, os investimentos dos luso-descendentes no país de origem assumem grande importância.

No caso da Região Autónoma da Madeira, agora sob um Plano de Ajustamento Económico e Financeiro, Francisco Jardim Ramos reiterou que “fizemos dívida”, porque estava em causa promover o desenvolvimento e a qualidade de vida da população. Sendo que agora, apesar das circunstâncias, importa aprofundar a autonomia.

“Esta conjuntura económica e financeira não pode, contudo, servir de desculpa para ‘beliscar’ a Autonomia e os nossos valores e princípios. Jamais os planos de ajustamento económico e financeiro poderão suspender o que os madeirenses conquistaram por direito próprio: O estatuto de diferenciação que alcançámos desde o 25 de Abril, quer no plano nacional, quer na União Europeia. A União Europeia é a Europa das Regiões, com especificidades e é preciso dar continuidade à discriminação positiva, da nossa realidade insular e ultraperiférica”.

[fbshare type=”button”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

 

Pin It on Pinterest