‘Cenas de Coelho não dignificam Região’ [Vídeo]

A maioria dos deputados da oposição considera que o deputado do PTP “foi longe demais”. [Reveja o vídeo]

José Manuel Coelho foi ontem expulso da sessão comemorativa do Dia da Região. Em causa está o facto do deputado do PTP ter “insistido em” pedir o uso da palavra enquanto “deputado eleito pelo povo”.

A intervenção “forçada” de José Manuel Coelho fez com que o presidente da Assembleia Legislativa da Madeira pedisse à Polícia de Segurança Pública (PSP) que retirasse o deputado ‘trabalhista’ da sala.

Edgar Silva, deputado da CDU, contesta o facto de José Manuel Colho ter sido expulso pela PSP. “Eu não estava lá, não tenho elementos suficientes. Agora parece-me grave um deputado ser expulso de um ato público, parece-me no mínimo estranho”, frisou.

Por sua vez, Lino Abreu considera que a atitude do deputado do PTP não dignificou a sessão comemorativa do Dia da Região. “Mal ou bem, a gente já sabia qual era o regimento, aprovado pela maioria PSD em reunião de líderes, para aquela sessão comemorativa”, frisou.

No entanto, o deputado do CDS não concorda com o atual modelo das comemorações do Dia da Região. “Não é aceitável que os partidos da oposição não tenham ‘uma voz’ na data em que se assinala o Dia da Região”, vincou.

Questionado sobre a atitude de José Manuel Coelho, Carlos Pereira referiu que o “PS não tem nenhum comentário a fazer”, defendendo que “cada partido utiliza os meios que entender para fazer política”.

Porém, o líder da bancada do PS entende “que os deputados devem ser respeitados em qualquer sítio”, pois representam o povo da Madeira. Portanto, “não entendemos sequer o posicionamento das entidades oficiais que lá estavam sobre esta matéria”, frisou.

Por seu turno, Roberto Vieira considera que “as cenas do senhor deputado José Manuel Coelho não dignificam nada um parlamentar, nem uma Região, nem o parlamento”.

Todavia, o deputado do MPT dá razão a Coelho no que toca à intervenção dos deputados na sessão comemorativa do Dia da Região. “Esta é também a vontade dos outros partidos, os quais também defendem que os deputados eleitos pelo povo também deviam intervir”, transmitiu.

Por sua vez, a deputada do PND, Rubina Sequeira, não quis tecer comentários sobre a expulsão do deputado ‘trabalhista’, argumentando que não se encontrava na Região.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest