Desemprego docente ‘é inevitável’

Jaime Freitas afirmou que no próximo ano letivo haverá menos 80 turmas nas escolas, o que significa que cerca de 160 professores irão para o desemprego.

O secretária regional da Educação e Recursos Humanos referiu hoje que a diminuição do número de nascimentos nas últimas década tem se refletido no número de crianças que frequentam as escolas.

“As turmas têm diminuído nos últimos tempos nos vários graus de ensino, o que logicamente fará com que deixe de ser necessário recorrer àquela situação de colmatação de necessidades residuais, as quais são supridas através da contratação de professores”, apontou o governante, perspetivando que cerca de 160 docentes não sejam contratados no próximo ano letivo.

Jaime Freitas, que falava esta tarde aquando da visita à Expomadeira, referiu também que a revisão do critério de atribuição dos passes escolares resulta da atualização do Regulamento da Ação Social Escolar. “Vamos fazer um ligeiro ajustamento, nomeadamente no que diz respeito à distância entre a casa e escola, distância (2 quilómetros no mínimo) a partir da qual os alunos passam a ter direito a usufruir de algumas regalias no âmbito dos escalões de ação social escolar”, explicou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest