Francisco Abreu evolui num fim-de-semana difícil

O piloto passou por um fim-de-semana difícil em Magny-Cours, onde decorreu a quarta ronda da temporada do Campeonato de França de F4.

A jovem esperança portuguesa chegava ao traçado que albergou o Grande Prémio de França de Fórmula 1 durante largos anos com fundadas esperanças, depois de ter rodado consistentemente entre os cinco primeiros nas rondas anteriores da competição.

Num circuito desconhecido, Francisco Abreu enfrentou condições climatéricas instáveis, o que dificultou a sua tarefa, mas ainda assim conseguiu um bom nono lugar na grelha de partida para a primeira corrida do programa, disputada no sábado.

Nesta, iniciada com a pista molhada, mas com tendência a secar, lidou com uma situação nova, terminando no décimo segundo posto após uma performance sempre a evoluir. Na segunda prova, efetuada no domingo, o jovem do Funchal contava realizar uma boa prestação depois de arrancar do décimo lugar, mas um toque logo na primeira travagem forte acabou por o obrigar ao abandono.

“Foi um fim-de-semana difícil, mas faz parte da minha evolução enquanto piloto. Na primeira corrida, disputada em circunstâncias que desconhecia completamente, fui evoluindo ao longo da corrida e no final já estava a rodar ao ritmo dos primeiros. Na prova de domingo estava confiante e no arranque ganhei muitas posições, mas um adversário acertou-me na roda traseira direita na travagem para Adelaide, enviando-me para um pião e para o abandono com a suspensão danificada”, afirmou o único piloto português seleccionado para a Auto Sport Academy – uma iniciativa apoiada pelo Governo Francês e pela Federação Francesa de Desporto Automóvel (FFSA).

Apesar dos resultados aquém das suas capacidades, Francisco Abreu retirou pontos positivos de um fim-de-semana difícil, mostrando-se confiante para o futuro. “Estas não são as classificações a que aspiro, como demonstrei nas rondas anteriores em que estive consistentemente entre os cinco mais rápidos. No entanto, ganhei experiência e pude rodar pela primeira vez com um carro de competição em piso molhado, melhorando os meus tempos sempre que fui para a pista. Agora, é preciso concentrar-me na ronda de Navarra, onde espero voltar a alcançar bons resultados”, sublinhou Francisco Abreu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest