Incêndio do Palheiro Ferreiro teve origem criminosa [VÍDEO]

Presidente da câmara do Funchal avança que foi fogo posto colocado no Lombo Centeio perto do restaurante “A Cornélia”.

O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Albuquerque adiantou, há instantes, que o fogo que deflagrou ontem na zona do Palheiro Ferreiro teve origem criminosa. Esta tarde, na conferência de imprensa de balanço ao incêndio do Palheiro Ferreiro e Cancela o autarca funchalense disse que o incêndio começou poucos minutos depois da 20h30 e teve origem numa zona denominada de Lombo Centeio perto do restaurante “A Cornélia” “tudo indica que teve mão criminosa, portanto, fogo posto, algumas testemunhas oculares que constataram, no local, que houve de facto mão criminosa na origem deste incêndio”, explicou o edil.

Na ocasião, o autarca funchalense referiu que o primeiro objetivo dos bombeiros e da proteção civil municipal foi conjugar e articular os meios para em primeiro lugar salvar a vida das pessoas.

“O primeiro trabalho foi evacuar as centenas de pessoas que moram naquela zona, quer de apartamentos como de habitações em cerca de 25 minutos”, vincou.

Para este incêndio foram mobilizados 54 bombeiros e 17 viaturas sendo que não foi registado nenhum ferido, com a exceção de um bombeiro de Câmara de Lobos que partiu dois dedos e a quem Albuquerque desejou as melhoras. O edil funchalense esclareceu ainda que não houve falta de água nas bocas de incêndio da estrada antiga do aeroporto, como se chegou a especular.

A autarquia também já conseguiu contabilizar a área ardida, sendo que o fogo consumiu 28,7 hectares. Os dados do balanço efetuado durante a noite e início da manhã permitiram a Miguel Albuquerque avançar que duas casas ficaram totalmente destruídas pelo fogo, uma no Palheiro Ferreiro, e outra na estrada do aeroporto, duas casas parcialmente ardias, um apartamento também no Palheiro Ferreiro e uma casa em construção totalmente ardida. Foi realojada uma família no RG3 e uma outra foi para casa de familiares.

O presidente da Câmara Municipal do Funchal fez questão de salientar o trabalho exemplar dos bombeiros “na minha opinião este incêndio foi de grandes proporções e demonstrou de uma forma muito clara que os nossos bombeiros tiveram uma intervenção altamente meritória, foi a maior e melhor intervenção dos bombeiros municipais durante a sua história”, elogiou.

Sobre a utilização de meios aéreos, nos incêndios, o autarca do Funchal defendeu que tem de haver um estudo sério sobre o assunto e só depois deve ser tomada uma decisão. As previsões meteorológicos apontam para que o tempo quente continue até às 22h00 do dia 20 de julho.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”][fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest