GR vai disponibilizar 120 toneladas de palha

Para os produtores alimentarem o gado. As ajudas foram disponibilizadas pela CAP e pela secretaria de Estado da Agricultura.

O secretário regional do Ambiente e Recursos Naturais, Manuel António Correia anunciou esta manhã, no Mercados dos Prazeres, que o Governo Regional, vai ceder a fundo perdido 95% dos investimentos que os agricultores façam para recuperar as explorações que perderam nos incêndios que atingiram a Região no decorrer desta semana.

Em contacto com vários agricultores e produtores de gado o governante referiu que para repor o potencial produtivo perdido, nomeadamente, palheiros, sistemas de rega, máquinas e armazéns, que as pessoas perderam nos incêndios, “serão mobilizados de fundos da União Europeia, do Governo Regional do sector agrícola através do PRODERAM”, 95% do investimento a fundo perdido.

Outro dos apoios anunciados por Manuel António e que terá um efeito imediato é a concessão de uma ajuda em espécie, de palha, que servirá para alimentar o gado.

“Porque há muitos que estão a passar dificuldades pois as explorações e os pastos que serviam de base à alimentação dos animais foram atingidas, é uma medida excecional, porque o governo não pode tomar a seu cargo a alimentação dos animais, mas quer ajudar os agricultores a complementar a alimentação, desde que tenham sido atingidos, será catalisada toda a palha que existe na Região”, declarou.

Para o efeito, Manuel António Correia avançou que será comprada ou emprestada a palha existente na Região e mais do que isso o Governo Regional entrou em contacto com a Confederação de Agricultores de Portugal (CAP) que irá disponibilizar a título gratuito 120 toneladas de palha que vão servir para alimentar o gado dos produtores atingidos pelos incêndios.

“A secretaria de Estado da Agricultura também assumiu o transporte gratuito, até ao porto de Lisboa, e o Grupo Sousa ofereceu o transporte entre o Porto de Lisboa e a Madeira, Assim, proximamente haverá mais palha para ceder aos agricultores para ajudar a enfrentar esta situação de dificuldade”, considerou o governante que agradeceu publicamente à CAP, à Secretaria de Estado da Agricultura e ao grupo Sousa a ajuda disponibilizada.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”][fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest