PJ detém presumível incendiário

Diligências permitiram identificar o autor dos incêndios ocorridos na freguesia da Ponta do Pargo.

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal do Funchal, deteve um homem indiciado pela prática do crime de incêndio florestal. A detenção surge das diligências de investigação levadas a efeito face à onda de incêndios que  assolou a Região Autónoma da Madeira (RAM).

Foram recolhidos indícios que permitiram  identificar o autor de dois incêndios ocorridos na freguesia de Ponta do  Pargo, nomeadamente do incêndio de grandes  dimensões que, a 17 do corrente mês, atingiu as freguesias da Fajã da Ovelha, Ponta do Pargo e Achadas da Cruz, consumindo uma área total de 2.484 hectares, e colocando em perigo diversas  habitações.

A Polícia Judiciária informou que o suspeito, que em tempos concorreu ao curso de aspirante a bombeiro onde chumbou nos testes, é  natural da Madeira e tem 37 anos de idade.  O detido será presente às autoridades judiciárias competentes para interrogatório judicial e  aplicação das medidas de coação adequadas.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest