“Objectivos foram alcançados”

A dupla João Paulo e Petra Freitas, ao volante do Alfa Romeo GTAM 2000, terminou o Open de Ralis da Madeira na 10ª posição da geral.

Apesar de não ter ficado nos três primeiros lugares, João Paulo Freitas considera que os objetivos propostos foram alcançados. “A experiência foi boa, pois correspondeu às expetativas que nós tínhamos. Conseguimos concretizar o nosso objetivo que era chegar ao final. A prova não teve nenhum sobressalto. Divertimo-nos bastante”, salientou.

O piloto madeirense considera ainda que Petra Freitas foi “uma excelente” co-piloto. “A minha filha portou-se muito bem como co-piloto, ficando muito acima das expetativas. Aliás, grande mérito disto tudo deve-se à Petra, que dentro do carro deu-me muita motivação”, realçou.

Das oito classificativas em que participou, João Paulo Freitas elege a Ponta do Pargo como a sua preferida. “A classificativa que mais gostei foi a da Ponta do Pargo. É uma zona que eu gosto imenso e que conheço bem. Também gosto da classificativa da Encumeada a descer, mas a Ponta do Pargo é a minha preferida”, afirmou.

Os elogios do piloto foram também para o Alfa Romeo GTAM 2000, um clássico que data de 1972. “O carro portou-se lindamente, não há nada a apontar. É de salientar que fiz o rali do princípio ao fim sempre com os mesmos pneus”, apontou.

Caso os automóveis clássicos integrem novamente a edição de 2013 do Rali Vinho Madeira, João Paulo pensa em voltar a concorrer. “Se para o próximo ano for convidado a participar no Rali Vinho Madeira penso voltar a repetir a experiência. É uma prova que merece todo o nosso apoio e todo o nosso carinho, sendo que a organização do rali está de parabéns”, concluiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest