APRAM tenciona fechar o ano de 2012 com 600 mil passageiros

O que representa um crescimento de 100 mil passageiros, comparativamente, ao ano de 2011 em que passaram pelo Porto do Funchal 500 mil turistas.  

A Administração de Portos da Região Autónoma da Madeira (APRAM) tenciona fechar o ano de 2012 com cerca de 600 mil passageiros de navios de cruzeiros, mais 100 mil que no ano passado.

O número foi avançado, esta manhã, pela presidente da APRAM, Alexandra Mendonça durante a apresentação de um estudo sobre o sector dos cruzeiros em Canárias na temporada de inverno 2011/2012, no âmbito da parceria “Cruises in the Atlantic Islands”.“No ano passado passaram pelo porto do Funchal mais de 500 mil passageiros e este ano esperamos chegar aos 600 mil se não houver mau tempo ou nenhum outro inconveniente”, declarou Alexandra Mendonça.

Apesar da crise o sector dos cruzeiros está a crescer consideravelmente sendo que Luis Ibarra, presidente da Autoridade Portuária de Las Palmas, salientou que o tráfego de cruzeiros na rota Madeira- Canárias é um produto competitivo que deve continuar, dado o grau de satisfação dos turistas.

Segundo o estudo apresentado pelos congéneres espanhóis, em 2011, houve um crescimento de passageiros de cruzeiros de 12%, nos portos da Madeira e nos sete portos da ilhas Canárias, em comparação ao ano de 2010, e a previsão aponta para um crescimento contínuo. No referido período passaram pelas referidas ilhas dois milhões de passageiros.

O estudo apresentado pelas entidades portuárias das Canárias tem como principais conclusões: “um crescimento sustentável do mercado dos cruzeiros”, apesar da crise, “o tráfego de cruzeiros nos portos de Tenerife e Las Palmas tem vindo a crescer nos últimos anos e que há muitos turistas de cruzeiro que repetem a experiência”. Em relação aos gastos feios pelos “cruzeiristas”, nas Canárias, com excursão incluída ronda os 67 euros e, sem excursão, 38 euros. Já na Madeira o mesmo estudo aponta que os turistas gastam um pouco mais, cerca de 80 euros, uma vez que o Porto do Funchal costuma ser o último porto de passagem de muitos cruzeiros.

Já no que concerne às taxas portuárias e questionada sobre o valor das mesmas Alexandra Mendonça disse que existem diferentes tipos de taxas que estão relacionadas com a dimensão dos navios e números de passageiros, sendo que, em média, cada escala custa, no Porto do Funchal, cerca de 20 a 30 mil euros.

[twitter style=”vertical” float=”left”][fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

 

 

Pin It on Pinterest