Tempo de férias

Não abordarei as férias dos desempregados, dos funcionários públicos ou dos empregados em empresas com dificuldades. Para todos estes, no fundo a maioria da população, estas férias correspondem apenas a tempo de descanso sem dinheiro para gastos e muito menos para viagens para fora da ilha.

Falarei do tempo de calmaria que nos oferecerão comentadores e políticos de diversos quadrantes, após meses de tentativa de nos convencerem das suas pessoalíssimas verdades ou das virtudes das suas ideologias. A malta que não vai de férias já não conseguia aguentar mais as acusações de uns para outros, a culpa da “troika” ou de Merkel, a culpa do neo-liberalismo, dos mercados, do sistema, da constituição, da falta de produtividade e de todos os inimigos públicos responsáveis pela crise, pelos incêndios e por toda a desgraça, todos, todos, todos menos os governos da simpatia dos acusadores.

Ficaremos livres dos deputados que compuseram certamente os piores oito meses da história do parlamento regional e que transformaram o círculo da Assembleia num circo. Ainda ontem um amigo desculpabilizava a mediocridade desse espectáculo político, com a falta de tempo dos deputados, muito preocupados com os seus negócios ou com o marketing relacional a que se dedicam, a justificar o joguinho do “entra e sai” e a vulgaridade discursiva.

Um descanso, meus senhores, após estes últimos dias de balanço altissonante e auto-elogioso ao trabalho parlamentar, numa azáfama de querer falar de tudo e atacar todos: ele era os incêndios e a falta de helicópteros, ele era a protecção civil e a falta de coordenação, ele era o CINM e os governos de cá e de lá, ele era o Estatuto da Carreira Docente e as explicações aos professores, ele era a RTP-Madeira que antes era um “telejardim” e agora deve ser protegida, ele era a redução do IVA, ele era o cardápio  de decretos, audições parlamentares, comissões de inquérito e requerimentos, uma trabalheira a pedir meças à habitual contabilidade do BE e do PCP na Assembleia da República.

Que bom, o sossego!

[twitter style=”vertical” float=”left”][fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest