Clube Naval do Funchal vai lutar pelas medalhas olímpicas no Brasil

A presidente do Naval, que está em Londres a acompanhar os jogos olímpicos, defende que os apoios devem ter em conta os resultados.

A canoísta Helena Rodrigues, do Clube Naval do Funchal, terminou a final de K4 500 no sexto lugar nos Jogos Olímpicos de Londres 2012.

Um resultado bastante importante para a canoagem e para aquilo que devem ser os apoios dispensados para os desportos náuticos. De referir que a única medalha obtida por Portugal também vem da canoagem.

“A prestação superou as expetativas. Ao nível do Clube Naval foi o nosso melhor resultado de sempre nos jogos olímpicos e foi ótimo ver a prova ao vivo. Isto prova que temos de apoiar e insistir nos desportos náuticos e, realmente, apoiar um pouco mais a canoagem porque é uma modalidade que tem dado bons resultados”, considera a presidente do Clube Naval do Funchal, Mafalda Freitas.

E não obstante este bom resultado para a canoagem portuguesa, o objetivo das canoístas é lutar pelas medalhas nos jogos olímpicos de 2016, que terão lugar no Brasil. “Estamos esperançados na conquista de uma medalha olímpica no Brasil”, admitiu a responsável, acrescentando que a madeirense Helena Rodrigues, tal como as suas colegas de K4, vai ganhar mais experiência e maturidade.

Ainda assim, para que se continue o trabalho nestas modalidades, são necessários apoios financeiros. E, neste contexto, cabe ao Comité Olímpico estabelecer prioridades. “Quando o dinheiro é pouco temos de apostar nos melhores. E, a nível regional, devemos manter a formação dos atletas, mas também apostar nos bons”.

Mafalda Freitas observou ainda que estes resultados na canoagem, em especial da atleta madeirense, podem servir para a promoção da modalidade na Região. Uma proposta, já debatida com o secretário regional de Educação e Recursos Humanos, passa pela inclusão das atividades náuticas no desporto escolar.

Para além de Helena Rodrigues, também os atletas madeirenses Gonçalo Neves e Rudolfo Neves podem trazer bons resultados para Portugal. Sendo que estes dois últimos encontram-se já no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”][twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest