Emigrantes são promotores dos Açores

Esta foi a opinião expressa por André Bradford na abertura do III Encontro de Emigrantes Regressados, a cuja cerimónia presidiu esta manhã, na Marina da Horta.

O Secretário Regional da Presidência afirmou hoje, na ilha do Faial, que os emigrantes açorianos – aqueles que levam o nosso nome além-fronteiras – “são de grande importância” para o desenvolvimento futuro dos Açores e para a sua projeção no exterior.

Segundo referiu na ocasião, é nesta “convicção plena” de resto que o Governo dos Açores, através da Direção Regional das Comunidades, tem feito “um esforço muito assinalável de manutenção de ligações com todas as nossas comunidades espalhadas pelo mundo”, ao mesmo tempo que promove “uma parceria muito direta e efetiva” com as associações e com as entidades que as representam.

Para André Bradford, este encontro anual de emigrantes regressados constitui, acima de tudo, “uma forma singela e simbólica” de homenagear todos aqueles que um dia tiveram necessidade de procurar melhores condições de vida noutras paragens, muitas vezes com grande sacrifício pessoal, e que, quando puderam, decidiram voltar aos Açores.

Fazemos muito gosto em que esta iniciativa seja anual, para que relembre a todos os açorianos a importância que nós damos – e que sabemos que a tem – à nossa diáspora, sublinhou ainda o Secretário Regional da Presidência.

O governante considerou, todavia, que a melhor forma do Governo dos Açores homenagear os seus emigrantes “é fazer desenvolver a Região”, retribuindo-lhes assim o esforço que fizeram nas terras da diáspora.

O maior reconhecimento que podeis ter é “sentir orgulho em voltar a uma Região que entretanto se desenvolveu e cresceu”, e que agora “é capaz de vos dar as respostas que necessitam e que se habituaram a ter noutros lugares do mundo”, argumentou André Bradford.

[twitter style=”vertical” float=”left”][fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest