Agricultores pedem igualdade na distribuição de água

O MPT esteve na freguesia da Quinta Grande para denunciar a má distribuição de rega que é feita pelo IGA.

O Movimento Partido da Terra esteve, esta manhã, na freguesia da Quinta Grande para chamar a atenção para uma melhor distribuição da água de rega por parte da Investimentos e Gestão da Água (IGA), sobretudo, para os agricultores.

O apelo foi deixado pelo líder regional do partido, João Isidoro, que no local, considerou que a freguesia da Quinta Grande “é uma zona, por excelência, para a agricultura mas naturalmente tem de haver esse cuidado, neste caso, da IGA, na distribuição da pouca água, de modo a que chegue também a todos”, declarou.

João Isidoro disse que os agricultores da Quinta Grande sentem que não tem existido justiça na distribuição da água de rega. “Aquilo que os agricultores da Quinta Grande sentem é que os agricultores ricos da Fajã dos Padres têm água com regularidade, enquanto os agricultores pobres da Quinta Grande têm água de dois em dois meses ou de três em três meses. Naturalmente, nenhum tipo de agricultura suporta períodos tão longos para regar”, assentiu.

O dirigente do MPT lembrou ainda que há muita água que é desperdiçada de nascentes, ribeiros e ribeiras e solicitou ao Governo Regional para que faça uma reflexão “no sentido de aproveitar essas águas, porque há muito tempo já se sabia que razões climatéricas levariam a situações desta natureza, que é a falta de água”.

 [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest