Crescimento dos vinhos de mesa é visível

O secretário regional do Ambiente acredita que a Região tem condições para produzir, dentro de 4 ou 5 anos, 500 mil litros/ano de vinho de mesa.

Manuel António frisou que o crescimento dos vinhos de mesa madeirenses é visível, salientando, no entanto, que é possível aumentar a atual produção. “O ano passado produzimos 114 mil litros, sendo que o valor económico dessa produção foi de cerca de 800 mil euros”, sublinhou.

Porém, o secretário regional do Ambiente e dos Recursos Naturais referiu que o valor fica aquém daquilo que é o vinho de mesa importado para a Região. “Nós importamos cerca de 5 milhões de litros por ano de vinho de mesa na Madeira. Queremos que a percentagem da importação seja cada vez menor e a percentagem de produção relativamente ao consumo geral seja cada vez maior. Este ano vamos crescer cerca de 30% relativamente ao ano passado, pensamos atingir os 200 mil litros. Este valor já é próximo dos 5% do tal consumo, mas eu acredito que em poucos anos podemos chegar aos 10%, nomeadamente aos 500 mil litros. É este o objetivo de em 4 ou 5 anos conseguirmos ter 500 mil litros de produção de vinho de mesa na Madeira”, transmitiu.

O governante falava esta tarde na freguesia do seixal, onde participou na apresentação dos vinhos Seiçal Branco e Seiçal Rosé, ambos de 2011, produzidos pela Seiçal – Sociedade de Produtores de Vinho do Seixal.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest