CDU quer plano de ajustamento “rasgado”

Artur Andrade lembra que o impacto do aumento do IVA no preço dos combustíveis é desastroso.

O vereador da CDU/Madeira, na Câmara Municipal do Funchal, Artur Andrade, propôs esta manhã, em conferência de imprensa, que o Governo Regional “rasgue o vergonhoso” pacto económico e financeiro que assinou com o Governo da República, a 27 de janeiro, e crie outro que seja orientado para as “medidas de crescimento económico e para a criação de emprego”.

Artur Andrade considera que os resultados práticos do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro para RAM já são bens visíveis e “impõem uma alteração de rumo”. Lembrou o impacto do aumento do IVA no preço dos combustíveis e da sobretaxa de 15% no ISP, em substituição das portagens. “Temos agora os combustíveis mais caros do país, com um diferencial significativo e escandaloso, especialmente quando comparados com os preços praticados na outra região insular , a Região Autónoma dos Açores, com diferenças de valores que vão dos 10 aos 18%”, apontou. O vereador comunista diz que os preços praticados têm impactos significativos na atividade económica, nomeadamente nos transportes de cargas e de passageiros, construção civil, pescas e hotelaria da Região, defendendo que esta situação tem de mudar e para o efeito o executivo regional deve “alterar o Programa de Ajustamento Económico e Financeiro”, advertiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”][fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest