PSD/M pondera votar contra a Lei das Finanças Regionais [VÍDEO]

Caso as alterações apresentadas pelos parlamentares na Assembleia da República não sejam atendidas.

fotografia(2)O Grupo Parlamentar do PSD/Madeira reuniu, esta manhã, com os seus deputados na Assembleia da República, a fim de definir algumas propostas de alteração à Lei das Finanças Regionais. Caso as reivindicações dos sociais-democratas não sejam atendidas, Guilherme Silva deu como certo o voto contra.

A manter-se a lei na versão em que está, nomeadamente com a diminuição nas transferências do Estado em cerca de 60 milhões de euros, “os deputados do PSD/Madeira não têm outra alternativa a não ser votar contra”, afirmou, acrescentando mesmo que “é incompreensível” que a maioria PSD e CDS, na Assembleia da República, tenha apresentado uma proposta com referência “à lei das finanças de 2007”.

Apesar da Região Autónoma da Madeira entender os constrangimentos impostos ao País, por força do programa da ajuda financeira, Guilherme Silva apontou que estamos perante graves dificuldades e que o Estado, nesta busca por parcelas para colmatar o défice, “não pode colocar em causa a subsistência das regiões autónomas”.

Jaime Filipe Ramos, porta-voz do grupo parlamentar do PSD/M, disse que o objectivo é renegociar tudo o que diz respeito à Lei das Finanças Regionais, até porque a actual lei, para além de ser inferior à Lei das Finanças Regionais de 2010, parece que vem “ilibar as responsabilidades do Partido Socialista”.

O voto contra, a se confirmar, não representa mais um desentendimento com o partido nacional, mas sim a defesa dos interesses dos madeirenses e dos portossantenses, que vão sair muito prejudicados com as medidas que a República pretende implementar.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest