Feira Alfarrabista rende mais pela troca de impressões [VÍDEO]

“Os preços praticados nestas feiras são muito atrativos”, mas muitos só querem mesmo folhear os livros.

IMG_9835A Feira Alfarrabista, que acontece na última quinta-feira do mês no Mercado dos Lavradores, até às 18h, tem como objetivo potenciar a cultura literária na cidade do Funchal e também ajudar os vendedores na sua economia familiar.

Os madeirenses compram pouco, mas ainda assim são os principais consumidores deste tipo de iniciativas. Os livros em língua estrangeira até têm alguma saída, isto se as feiras coincidirem com os navios de cruzeiro.

Donato Caires, atualmente no desemprego, adianta que os preços praticados nestas feiras mensais são bastante atrativos. Há enciclopédias a serem vendidas a 1 euro o volume. Mas há também algumas relíquias para as quais os proprietários pedem valores altos. Um missal, em latim, pode rondar os 200 a 300 euros. “Mesmo assim é um valor muito barato”.

Outro dos participantes, já na reforma, diz que a Feira Alfarrabista é um bom momento para descontrair e para trocar impressões com outros participantes e visitantes. O rendimento acaba por ser de menor importância, porque muitas vezes as pessoas só querem folhear os livros. “Gostam de ver os livros, de relembrar algumas publicações antigas que leram, mas a grande maioria não compra”.

O Mercado dos Lavradores acolhe todas as quinta-feiras iniciativas diferentes e que pretendem ajudar associações e individuais a expor os seus produtos e a arrecadar algumas verbas extraordinárias para as suas atividades.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest