Região mudou “radicalmente em apenas três décadas” [VÍDEO]

Com o 25 de Abril de 1974, a Madeira ganhou a possibilidade de “agarrar o destino com as próprias mãos”.

joao cunha e silvaA Escola Secundária Jaime Moniz e a Associação de Investigação Científica do Atlântico organizaram hoje uma conferência subordinada ao tema: “O 25 de Abril e a Autonomia da Madeira”, integrada nas comemorações dos 40 anos do 25 de Abril.

O vice-presidente do Governo Regional, João Cunha e Silva, foi convidado a falar sobre a revolução e sobre as mudanças que esta trouxe à Região Autónoma da Madeira. “Nós ganhamos aqui duas liberdades, a liberdade que vive junto da democracia e que tem a ver com a liberdade de opinião e a liberdade de expressão e uma outra liberdade coletiva que tem a ver com a questão autonómica. Ganhamos a possibilidade de agarrarmos o destino com as nossas próprias mãos”.

Perante uma sala cheia de jovens estudantes, João Cunha e Silva explicou que a Região mudou radicalmente em apenas três décadas e que, apesar das dificuldades que agora são conhecidas de todos, os jovens têm possibilidades que as gerações anteriores não tiveram. “Nós estruturamos a Autonomia e desenvolvemos a Madeira e esta nova geração está liberta já desse trabalho e do desgaste desse trabalho. O que tem que fazer agora é tratar dos novos tempos (…) e tentar encontrar as novas soluções para os tempos que correm”.

A conferência “O 25 de Abril e a Autonomia da Madeira” chamou a atenção também para os desafios impostos à população em geral e para uma crise que, tal como muitas outras, deverá ser passageira. O vice-presidente do Governo reiterou que as pessoas “precisam de encarar estes momentos difíceis com coragem”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest