Economia associada à produção de flores está a crescer

A exposição “30 dias em flor”, promovida pela empresa AtlantiPétalas, inclui cerca de 2.800 plantas.

foto m antonioA Secretaria Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais quer aumentar a produção de flores na Madeira, bem como incrementar a exportação das mesmas. “Temos 135 explorações formais empresariais em toda a Região, uma área de 45 hectares dedicada à produção de flores, mas um aspeto importante é que quase 1/3 dessa produção é em estufa, portanto há aqui uma atitude empreendedora e de investimento forte que tem feito a nossa produção crescer”.

Mas para além desta produção empresarial, Manuel António Correia observou que todos os madeirenses acabam por ser, em parte, produtores de flores. “A produção real vai muito para além desta produção empresarial e o aumento da produção regional de flores tem feito com que haja cada vez menos importação”. Aliás, neste momento, por cada 10 flores que se vendem na Região 9 são de produção regional, o que é bem indicativo do crescimento da “economia associada à produção de flores”.

Durante uma visita à exposição “30 dias em flor”, promovida pela empresa AtlantiPétalas, o secretário regional destacou a importância destas ações de promoção do património natural e lembrou que no ano passado, em apenas sete dias, 62 mil pessoas visitaram a exposição de flores que esteve patente no centro do Funchal.

O responsável pela AtlantiPétalas, Humberto Luz, explicou, por sua vez, que a exposição permanente inclui cerca de 2.800 plantas e que, tendo em conta outros anos em que realizaram a exposição, será grande o interesse dos residentes e dos estrangeiros. No que diz respeito à produção anual da empresa esta ronda as 30 mil plantas, tendo em conta a procura do mercado, principalmente do mercado interno.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest