32 espécies alvo do escaravelho vermelho [VÍDEO]

A empresa Nova Relva deu a conhecer hoje estratégias de combate ao escaravelho vermelho que atinge as palmeiras.

sos-palmA Nova Relva, em parceria com a SOSPALM, promove hoje, no Arquivo Regional da Madeira, uma palestra para dar a conhecer estratégias de combate ao escaravelho vermelho que atinge as palmeiras.

Miguel Ferreira, responsável pela empresa, diz que o objetivo é alertar as entidades públicas e privadas para a proliferação desta praga e para os riscos para a segurança dos cidadãos e para o património.

“Existiram e existem outros tipos de tratamentos que não foram tão eficazes e nós começamos, com a ajuda de universidades e de centros de investigação, a ver e a testar substâncias ativas, no sentido de trazer para o mercado uma solução económica, fácil e eficaz. Daí termos começado a desenvolver este sistema com injetores em Portugal”.

Apesar de não se saber quantas as palmeiras afetadas na Região Autónoma da Madeira, a Nova Relva afirma que há muitas mais árvores que podem ser afetadas. “Neste momento estão identificadas 32 espécies como alvos deste escaravelho vermelho. Mas obviamente que, neste momento, são as palmeiras canariensis que estão a ser mais afetadas”.

Este sistema com injetores, além de ser seguro para o meio ambiente porque evita a inalação, permite uma única instalação e muitos usos. A instalação evita ainda perfurações contínuas e riscos de infeções por fungos. Há também uma tampa hermética que mantém um fecho estanque e uma fechadura que dificulta a utilização por pessoal alheio aos tratamentos, sobretudo em palmeiras mais baixas.

 [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest