Portugueses recusam estrangeirismos no Dicionário de Língua Portuguesa

O Holiday Inn Express desenvolveu um estudo sobre o uso de estrangeirismos em Portugal.

holidayComo resultado da globalização das línguas nos mais diversos ambientes, os Portugueses tendem a utilizar estrangeirismos no seu dia-a-dia, especialmente em ambiente de negócios.

O novo estudo revelado pelo Holiday Inn Express, mostra de que forma os Portugueses se relacionam com a utilização de palavras estrangeiras em ambientes empresariais, e em outras ocasiões, medindo ainda se a sua utilização é considerada excessiva ou aceitável e se esta é uma prática que ajuda a facilitar diálogos ou se, por outro lado, prejudica a compreensão dos mesmos.

De acordo com o estudo, o estrangeirismo mais ouvido pelos portugueses é “Feedback”, representando 62% da amostra, seguido de “Know-how” com apenas 11%. Por outro lado, a maioria dos participantes neste estudo não considera a palavra “Performance” um estrangeirismo.

Embora 74% da amostra discorde com a introdução de palavras estrangeiras no Dicionário da Língua Portuguesa, as três palavras referidas anteriormente já constam no mesmo. No entanto, 91% dos inquiridos utilizam estrangeirismos no seu quotidiano, seja em contexto empresarial ou social, o que revela que o uso de estrangeirismos está perfeitamente enraizado na cultura Portuguesa.

De uma forma geral, a utilização de estrangeirismos em ambiente de negócios é considerado como um intensificador de comunicação. 40% da amostra não concorda com a utilização excessiva de palavras estrangeiras. 50% considera que o uso dos mesmos não se deve resumir a ambientes corporativos, mas a mesma percentagem de pessoas – 50% – acha que o uso deste tipo de palavras no trabalho é absolutamente normal.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest