“Táxis querem justiça” [VÍDEO]

Os profissionais de táxi chamam a atenção para a concorrência desleal por parte de várias empresas.

taxisA AITRAM – Associação dos Industriais de Táxi da Região Autónoma da Madeira está a realizar hoje uma paralisação que tem por objetivo chamar a atenção das entidades regionais, nomeadamente da Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes, mas também da população em geral, para a concorrência desleal por parte de empresas a operarem na cidade do Funchal e em toda a ilha. “Táxis querem justiça” e “Abaixo o compadrio” são algumas das frases que dão o mote à contestação.

António Loreto, presidente da AITRAM, apontou que só aqueles que andam no terreno têm a verdadeira noção das irregularidades que existem no setor dos transportes, com casos de viaturas particulares que fazem serviço de táxi ou de pessoas que estão no desemprego e trabalham a transportar pessoas.

A falta de fiscalização está a colocar em risco um sector que sempre foi de grande importância para o turismo e para a população, uma vez que estão disponíveis 24 horas por dia. “Pedimos fiscalização a todos os níveis, a todas as empresas de transportes, sem exceção. (…) Queremos mostrar a quem regula o setor que estamos unidos”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest