Sorondongo IV ergue Troféu Alivar Jones Cardoso

O Sorondongo IV foi o primeiro a chegar à Madeira em tempo real, o que lhe garantiu o triunfo no Troféu Alivar Jones Cardoso.

unnamedO Sorondongo IV foi o primeiro a chegar à Madeira em tempo real, o que lhe garantiu o triunfo no Troféu Alivar Jones Cardoso, homenagem da Câmara Municipal do Funchal ao antigo presidente do Naval e um dos principais impulsionadores desta regata que ele próprio venceu em 1983. Com Miguel Angel Armas ao leme, a embarcação completou as 293 milhas náuticas em 39 horas, 17 minutos e 40 segundos.

A menos de 18 minutos de diferença, El Caboandres, de Pedro de Armas Sangines, ficou no 2.o posto, enquanto o Sonisoni, do skipper Luis Perez del Toro, foi o 3º classificado, ao chegar quase 29 minutos depois do vencedor.

Até às 13 horas desta quinta-feira, 18 das 33 embarcações participantes nesta XVIII Regata Internacional Canárias-Madeira estavam já atracadas na Marina do Funchal, esperando-se que as restantes cheguem até ao início desta noite.
O skipper Miguel Angel Armas não escondeu a sua satisfação por ter somado mais um triunfo nesta regata, o segundo em tempo real, depois do êxito em 2010, tendo também ganho em tempo compensado uma edição da década de 90. «É sempre bom ganhar.

Já fiz esta regata 13 ou 14 vezes, há uns 30 anos que venho regularmente à Madeira, por isso sei bem o quão difícil é ganhar», sublinhou o velejador do Real Club Náutico Arrecife, descrevendo uma viagem quase tranquila. «Tivemos condições de vento muito boas, o único problema foi mesmo a saída de Las Palmas, em Gran Canaria, porque o vento estava muito fraco.
Tivemos de navegar a bombordo, até que, por volta das 18 horas, o vento surgiu e viemos à bolina até às Ilhas Selvagens.
A partir daí o vento tornou-se mais forte e manteve-se constante até aqui. Face às previsões, que apontavam para vento fraco durante todo o percurso, o tempo que realizámos foi muito bom, relevou.
Quanto aos dias na Madeira, Miguel Angel Armas está otimista. «Esta ilha sempre me encantou, por isso agora é desfrutar o máximo».
Acrescente-se que a classificação final e o vencedor desta XVIII Regata Internacional Canárias-Madeira, com os tempos compensados, deverá ser conhecida esta sexta-feira, após a chegada de todas as embarcações e realizados os respetivos cálculos de handicap.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”][fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

 

Pin It on Pinterest