Garmin revela resultados do segundo trimestre

A Garmin, líder mundial em soluções de navegação por satélite, anunciou os seus resultados operacionais referentes ao segundo trimestre de 2016, que terminou a 25 de junho deste ano. A companhia atingiu 812 milhões de dólares em receitas totais. As áreas de outdoor, fitness, aviação e marítima foram responsáveis por um crescimento conjunto de 20%. Estes segmentos de negócios contribuíram de resto com 70% para o total de receitas. A linha de wearables continua a apresentar-se em franca expansão, numa altura em que a empresa apresentou novidades muito bem acolhidas no mercado.

• Total de receitas de 812 milhões de dólares. Crescimento de 5% face ao ano de 2015, com as áreas de fitness, outdoor, marítimo e aviação a apresentarem um crescimento coletivo de 20% face ao mesmo trimestre do ano passado. Estas áreas representam 70% das receitas totais;

• Expansão da margem bruta para 57%, comparada com 54.2% do trimestre do ano anterior, e margem operacional de 24,7%, comparada com 21,5% do primeiro trimestre do ano passado;

• Linha de wearables continua a expandir-se no trimestre em questão, numa altura em que a empresa apresentou e começou a comercializar os Forerunner® 735XT, vivosmart® HR+, e vivomoveTM;

 

• A loja Connect IQTM oferece mais de 2.000 apps, mostradores para relógios e widgets para wearables Garmin e disponibilizou já mais de 13 milhões de downloads desde a sua abertura no início de 2015.

Lisboa, 16 de setembro de 2016 – A Garmin, líder mundial em soluções de navegação por satélite, anunciou os seus resultados operacionais referentes ao segundo trimestre de 2016, que terminou a 25 de junho deste ano.

A companhia atingiu 812 milhões de dólares em receitas totais. As áreas de outdoor, fitness, aviação e marítima foram responsáveis por um crescimento conjunto de 20%. Estes segmentos de negócios contribuíram de resto com 70% para o total de receitas. A linha de wearables continua a apresentar-se em franca expansão, numa altura em que a empresa apresentou novidades muito bem acolhidas no mercado.

Tanto a margem bruta como a margem operacional foram algo de crescimento face ao primeiro trimestre do ano, testemunhando assim o bom desempenho financeiro da Garmin.

“Verificamos bons resultados no segundo trimestre de 2016, altura em que cada segmento revelou um desempenho sólido”, disse Cliff Pemble, presidente e CEO da Garmin Ltd. “As áreas de fitness e outdoor foram responsáveis por consideráveis crescimentos de receitas e de lucros, em parte sustentadas pelo aumento da nossa oferta no segmento de wearables. Esse crescimento foi ainda estendido às áreas de aviação e marítimo. O segmento auto continua a assumir-se como uma sólida base de contribuição de lucro no negócio total. Estou muito satisfeito com o desempenho geral na primeira metade de 2016 – uma performance que nos dá a confiança necessária para enfrentarmos este ano com muito otimismo”.

Fitness:

O segmento de fitness apresentou um robusto crescimento de receitas na ordem dos 34%, no trimestre, em parte alimentado pelos dispositivos wearable. A margem bruta foi consistente – 56% anual – enquanto que a margem operacional melhorou para 25% face aos 21% do ano anterior. Durante o trimestre, começámos a vender os vivoactive® HR e vivofit® 3 assim como o Forerunner® 735XT, um relógio desportivo muito leve, o vivosmart® HR +, o nosso monitorizador de atividade inteligente com GPS, e o vivomoveTM, um relógio analógico cheio de estilo com funcionalidades de monitorização de atividade e um ano de autonomia.

Outdoor:

O segmento de outdoor registou um crescimento de receitas de 23% suportado pelos dispositivos wearable e pela contribuição ao longo de todo o trimestre dos produtos da recém-adquirida DeLorme. As margens bruta e operacional foram de 64% e 36% respetivamente, uma melhoria do ano anterior, resultando num aumento de 31% no lucro operacional. O nosso Approach® X40 começou a ser comercializado neste trimestre e está a gerar uma resposta positiva, facultando funcionalidades específicas de golfe a uma banda de monitorização de atividade. Além disso, alargámos recentemente a nossa linha de produtos portáteis, com a apresentação da série de GPS Oregon® 700 com uma antena GPS redesenhada, notificações inteligentes e uploads automáticos.

Aviação:

O segmento da aviação apresentou um crescimento de receitas de 6% no trimestre, independentemente do abrandamento do mercado. A nossa performance fica a dever-se ao crescimento em vendas OEM, assim como dos sistemas Automatic Dependent Surveillance Broadcast (ADS-B). Tanto a margem bruta como a margem operacional demonstraram um comportamento convincente, com 75% e 28% respetivamente, e melhoraram face ao mesmo período do ano anterior, o que teve como resultado um aumento de 13% na receita operacional.

Marítimo:

Este segmento testemunhou um estável crescimento de receitas de 8%, alimentado pelo nosso excelente lineup de plotters cartográficas, sistemas de identificação de cardumes e sistemas de entretenimento. O crescimento foi em parte justificado pela conquista de quota de mercado na categoria de pesca em zonas interiores. As margens brutas aumentaram anualmente para 58%, enquanto a margem operacional subiu para 26%, resultando num aumento da receita operacional de 19%.

Automóvel:

O segmento automóvel registou um decréscimo de receitas de 18%. Este resultado fica a dever-se antes de tudo à contração do mercado PND e às consequências causadas pelo decréscimo de receitas associado a alguns produtos OEM neste segmento. As margens brutas e operacional melhoraram para 46% e 16% respetivamente. Continuamos a desenvolver produtos em parceria com fabricantes do mercado automóvel e fomos recentemente reconhecidos no 2016 Beijing Auto Show como responsáveis pela solução Original Equipment Digital Video Recorder (OE DVR) instalada de fábrica no novo Peugeot 3008.

Expectativas para 2016:

Tendo como base a nossa performance no primeiro semestre de 2016, estamos a rever as perspetivas para o ano. Antecipamos neste momento receitas de aproximadamente 2,9 mil milhões de dólares alicerçadas em primeiro lugar nas garantias dadas pelos segmentos de outdoor e fitness. Esperamos que o EPS anual seja de aproximadamente 2,50 dólares, baseado na margem bruta de 55%, numa margem operacional de 19% e numa taxa de impostos anual efetiva de cerca de 19,5%.

 

 

Pin It on Pinterest