Quatro professores juntam-se para interpretar música de câmara antiga

Sara Faria, Teresa Leão, Iryna Bandura e José Silva são quatro professores que decidiram juntar-se para levar a música de câmara aos madeirenses e visitantes. Através dos sons da flauta de bisel, do bandolim, do violoncelo e da guitarra, estes professores da Direção de Serviços de Educação Artística (DSEAM) levam a música do período medieval e barroco a vários palcos. O próximo espetáculo, integrado na Temporada Artística 2016 da DSEAM e em parceria com a Câmara da Ponta do Sol, está agendado para o dia 15 de outubro, às 21h00, no ambiente intimista da Capela de São Sebastião, na Ponta do Sol.

Dolcemente é o nome do grupo, que teve na sua origem a influência das características tímbricas dos respetivos instrumentos, nomeadamente no que diz respeito à delicadeza do som. Para este concerto dereentré no ano letivo de 2016/2017, o grupo contará com a acústica única e bela da Capela de São Sebastião na Ponta do Sol, bem adaptável aos instrumentos envolvidos e interpretará obras dos séculos XVI, XVII e XVIII, querendo proporcionar ao ouvinte uma viagem através dos diferentes estilos musicais dos períodos renascentistas e barroco, transportando espíritos de leveza, de dança e de convívio social caraterísticos das épocas. Serão interpretadas, entre outras, obras dos famosos compositores Vivaldi, Telemann e Dowland.

Dada a constituição instrumental atípica do grupo, há a necessidade de adaptar todas as músicas escolhidas e cada elemento, além de acompanhador, representa também o papel de solista, resultando numa sonoridade única com caraterísticas igualmente originais e com ingredientes suficientes para que seja um concerto imperdível.

 

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger