Remessas cresceram em 2015

Segundo dados divulgados pelo Banco de Portugal, em 2015 entraram no país 3303.65 milhões de euros em remessas, mais 8% do que em 2014. Manteve-se, assim, a evolução positiva registada nos últimos seis anos.

Até à entrada em vigor do euro, em 2002, as remessas recebidas em Portugal cresceram. Em 2001, registou-se o valor mais alto da série em análise, com 3736.82 milhões de euros em remessas. A partir de 2002, é possível distinguir três fases. Entre 2002 e 2004, o valor das remessas diminuiu, o que poderá dever-se mais à alteração dos critérios de registo resultantes da criação da zona euro do que a alterações reais no valor das transferências efetuadas. Entre 2004 e 2011, o valor das remessas manteve-se estável, num patamar ligeiramente ondulado. Já no período 2012-2015 subiu significativamente, tendo atingido, em 2015, o valor mais alto da era euro.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger