CMF homenageia Maestro Victor Costa

É inaugurada hoje, no Salão Nobre do Teatro Baltazar Dias, a exposição “Maestro Victor Costa: um legado musical”, pelo Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, pelas 18 horas. Os registos da sua carreira ao nível da composição e da divulgação da música tradicional madeirense ficarão patentes ao público até dia 30 de novembro.

O ponto alto da homenagem do Município a Victor Costa está, contudo, marcado para o próximo dia 23 de novembro, quando a CMF organizar um espetáculo em colaboração com Norberto Gomes, diretor artístico da Orquestra Clássica da Madeira, João Carlos Abreu, antigo secretário de Turismo e Cultura, Lídia Chagas, do Coro da Catedral da Madeira e João Borges, docente do Conservatório de Música da Madeira, pelas 21h30, no Teatro Baltazar Dias.

O evento, que será de entrada livre, contará com o descerramento de uma placa de homenagem ao maestro, compositor e cantor no átrio do Teatro. Já na sala de espetáculos, será possível ouvir a interpretação de obras da sua autoria, por um quinteto de música de câmara, e a atuação do Coro da Catedral da Madeira, dirigido pelo próprio Maestro ao teclado.

Victor Costa nasceu em 1939 e frequentou o Seminário Diocesano do Funchal e a

Academia de Música e Artes da Madeira, onde estudou canto e piano. Recebeu uma bolsa de estudo da Fundação Calouste Gulbenkian e foi, depois, estudar para Munique, onde aprofundou os seus conhecimentos e começou a atuar como tenor em vários espetáculos.

Ao longo de todo o seu percurso nunca deixou de compor, sendo autor do “Hino da Madeira”, de outros dezasseis hinos para diversas instituições e de mais de cem canções eruditas. O Maestro criou, igualmente, nove coros, sendo atualmente diretor artístico do Coro da Catedral e do Grupo Coral de São Roque do Faial.

Pin It on Pinterest