Simulacro na Unidade Autónoma de Gás Natural dos Socorridos

Decorreu, durante a tarde de ontem, um simulacro na Unidade Autónoma de Gás Natural dos Socorridos (UAG) da GÁSLINK, com a colaboração dos Bombeiros Municipais do Funchal e de Câmara de Lobos, Polícia Marítima e Polícia de Segurança Pública.

O exercício teve por cenário a rotura parcial de um contentor de gás natural com incidência na Central Termoelétrica da Vitória, envolvendo igualmente a Empresa Cimentos Madeira. Em cumprimento do Plano de Emergência Interno da GÁSLINK, entre outros procedimentos, procedeu-se à suspensão momentânea da circulação rodoviária no viaduto dos Socorridos e de peões na promenade.

Desde outubro a GÁSLINK passou a aceder à Rede de Comunicações de Emergência (SIRESP – Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal), o qual permite estabelecer comunicações diretas com as estruturas de Proteção Civil, constituindo uma mais-valia operacional para a atuação e coordenação em situações de emergência, tendo hoje sido utilizado pela primeira vez neste contexto com excelentes resultados.

Conforme oportunamente noticiado, recorda-se que a GÁSLINK iniciou a sua operação em março de 2014, tendo desde essa data vindo a garantir o fornecimento contínuo de gás natural à CTV3, permitindo reduzir as emissões poluentes com benefícios importantes, em especial para a população que vive e trabalha nas imediações da UAG-Socorridos.

Pin It on Pinterest