Governo Regional ‘trava’ greve nos portos

A Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura (SRETC) interveio, atempadamente, para evitar a greve do Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Administrações Portuárias, anunciada para os dias 25, 28 e 29 de novembro.

Em causa estava uma paralisação que afetaria não apenas o transporte de mercadorias, mas também a logística associada às escalas de navios de cruzeiro previstas, para o Porto do Funchal, neste período.

“A Direção Nacional deste Sindicato, que ao longo do dia esteve em contacto com esta Secretaria Regional, considerou, na sequência desta intervenção do Governo Regional, levantado o pré-aviso de greve emitido, sendo que o mesmo deverá ser divulgado amanhã, na parte da manhã, conforme garantia expressa pelo representante deste Sindicato, Serafim Gomes.

Na prática, por despacho conjunto entre as Secretarias Regionais da Economia, Turismo e Cultura e das Finanças e Administração Pública, ficou decidido que, sem prescindir da autonomia na administração dos portos da Região Autónoma da Madeira, aos trabalhadores desta entidade passarão a ser aplicadas as regras que já norteiam a administração central e a do arquipélago dos Açores.

Trata-se, concretamente, da autorização da prática de atos que consubstanciem valorizações remuneratórias dos trabalhadores da APRAM, nos termos e nas condições constantes do despacho conjunto da Ministra do Mar e do Secretário de Estado Adjunto, do Tesouro e das Finanças, datado de 31 de maio de 2016”, pode ler-se num comunicado enviado pela SRETC.

Pin It on Pinterest