Alepo está a morrer à fome

Somando as mortes diárias de civis causadas pelas operações militares dos rebeldes e regime sírio, Alepo (Síria) pode agora começar a contabilizar mortes devido à fome.

De acordo com o chefe dos Capacetes Brancos, a organização de resgate médico em territórios rebeldes, dentro de dez dias não haverá combustível e alimento para os mais de 250 mil habitantes nos bairros do leste da cidade, controlada por militantes da oposição.

As Nações Unidas afirmam ter negociado com os rebeldes o envio de alimentos e material de apoio humanitário, mas diz também que o regime, que tem os bairros cercados há meses, ainda não aprovou a operação. Fotos: DR

alepo3 alepo2

Pin It on Pinterest