Funchal vai ter Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas até ao fim do ano

O Funchal vai ser a primeira cidade da Região a ter uma Estratégia Municipal para fazer face às alterações climáticas, estando a apresentação pública marcada para este mês, depois da aprovação ontem, em Reunião de Câmara, consoante explicou a vice-presidente da Autarquia, Idalina Perestrelo.

Este é o resultado da adesão, no ano passado, ao projeto “ClimAdaPT.Local”, que reúne 26 municípios portugueses, numa iniciativa pioneira do Ministério do Ambiente. Esta sexta-feira, o Presidente Paulo Cafôfo vai assinar, de resto, a Carta de Compromisso do projeto, à margem da Convenção da Associação Nacional de Municípios Portugueses.

Idalina Perestrelo lembrou, após a Reunião de Câmara de ontem, que o Funchal “está na vanguarda deste trabalho a nível nacional, uma vez que fomos dos primeiros municípios a aderir a este projeto-piloto”.

A autarca reforçou também “que o Executivo em funções sempre encarou a questão das Alterações Climáticas como uma prioridade, a partir da premissa de que as Autarquias têm um papel essencial nesta questão e que tudo começa com uma ação local, o que há uns anos era considerado uma utopia”.

Idalina Perestrelo quis, igualmente, destacar a importante contribuição da sociedade civil para o resultado final. “No início do ano, albergámos uma das conferências nacionais do projeto, com vista à recolha de contributos da população para a Estratégia do Funchal e a participação superou as expectativas. Tivemos população jovem, gente de todos os quadrantes, muita curiosidade e vontade de intervir e tivemos, de facto, contribuições importantes para o nosso trabalho final, o que reforça ainda mais a sua legitimidade”, vincou.

Pin It on Pinterest