Fogo-de-artifício causou 31 mortos no México

Uma explosão no mercado de fogo-de-artifício de San Pablito, em Tultepec, arredores da Cidade do México, provocou ontem pelo menos 31 mortos e 70 feridos. Mais de uma dúzia de crianças sofreram queimaduras em 90% dos corpos e foram transportadas para a cidade norte-americana de Galveston, no Texas, para receberem tratamento urgente.

“Havia pessoas em todo o lado a chorar e a correrem desesperadas em todas as direcções”, descreveu Cesar Carmona, de 20 anos, que estava no mercado à hora do incidente.

Segundo o governador da cidade, a explosão pode ter sido provocada por fogo posto. Muitos habitantes da localidade têm na pirotecnia um dos seus principais pilares de subsistência, sobretudo em épocas festivas como o Natal. Os media locais a noticiarem que havia cerca de 300 toneladas de fogo-de-artifício no local à hora da explosão.

Segundo Jose Manzur, funcionário do estado do México, mais de 80% das 300 bancas de venda do mercado ficaram destruídas. Citado pelo site Animal Politico, o director do instituto de pirotecnia do governo estatal, que regula a indústria, garantiu que este mercado artesanal de pirotecnia era um dos mais seguros de toda a América Latina, com “bancas desenhadas na perfeição e espaço suficiente para que não haja uma reacção em cadeia no caso de haver uma faísca”.

Pin It on Pinterest