Polícia Judiciária deteve um homem suspeito de crime de pornografia de menores agravado

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve um homem, com 23 anos de idade, desempregado, fortemente indiciado pela prática do crime de pornografia de menores, consubstanciado na obtenção e partilha, através da Internet, de ficheiros multimédia retratando crianças em práticas sexuais explícitas.

A investigação surgiu no âmbito do combate internacional à pornografia infantil em articulação com autoridades estrangeiras.

Foi apurado que o suspeito se tem dedicado ativamente à divulgação de vídeos e de imagens de cariz pornográfico em que são intervenientes crianças, a maioria delas de tenra idade, vítimas de abuso sexual.

Usava para o efeito programas de partilha de ficheiros num portal da internet que obriga ao registo dos utilizadores, para dessa forma os conteúdos serem apenas disponibilizados a quem possui código de acesso.

A investigação vai prosseguir no sentido de determinar a conexão da sua actividade delituosa com terceiros que se dedicam a práticas da mesma natureza.

Na sequência de busca domiciliária realizada na casa do suspeito, no concelho da Mealhada, foi apreendido um computador portátil, que armazenava milhares de ficheiros multimédia de pornografia de menores, obtidos através do sobredito modus operandi.

O detido foi presente às Autoridades Judiciárias competentes para interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coacção de apresentações semanais no posto policial da área de residência, proibição de acesso à Internet e obrigação de se submeter a tratamento médico psiquiátrico.

Pin It on Pinterest