Polícia Marítima apreende artes de pesca que constituíam perigo à navegação

O Comando-local da Polícia Marítima de Setúbal, durante uma missão de patrulha realizada ontem, dia 1 de fevereiro, entre as 10h00 e as 14h00, detetou duas teias de alcatruzes marcadas por garrafas de plástico, sem qualquer identificação ou sinalização legal, no rio Sado.

Estas artes foram recolhidas, tendo sido verificado que uma das teias era composta por 76 alcatruzes de plástico e outra por 122 alcatruzes de barro. Por se encontrarem em situação ilegal e constituírem perigo para a navegação fluvial, as artes foram apreendidas.

 

Pin It on Pinterest