‘O envelhecimento e riscos psicossociais no local de trabalho’ em debate

A secretária regional da Inclusão e Assuntos Sociais, Rubina Leal, interveio, no passado dia 2 de fevereiro, na sessão de abertura do Seminário organizado pela União das IPSS-Madeira e Confederação Nacional de Instituições de Solidariedade, alusivo à ‘Promoção do Envelhecimento Ativo no Local de Trabalho’.

Na ocasião, a governante indicou que o fenómeno do envelhecimento se revela igualmente através de uma população ativa europeia que decresce e envelhece.  “Os números apontam para que em 2030, 30% dos trabalhadores tenham idade compreendida entre os 55 e os 64 anos”, apontou Rubina Leal.

“Significa que teremos não só uma nova realidade, mas também novos desafios.  22% dos trabalhadores, atualmente, com mais de 50 anos consideram que não serão capazes de desempenhar o seu trabalho aos 60 anos de idade”, acrescentou.

A Secretária Regional com a tutela do Trabalho entende que os dados sustentados por relatórios da Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho merecem a atenção conjunta de governantes, empregadores e trabalhadores no intuito de se procurar mais e melhores respostas na prevenção dos riscos psicossociais.

Neste âmbito, Rubina Leal recordou o 2º Prémio atribuído ao Estabelecimento Vila Mar (EVM) no concurso nacional ‘Locais de Trabalho Saudáveis 2016’, promovido pela Ordem dos Psicólogos Portugueses, em parceria com a Autoridade para as Condições de Trabalho e a Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho.

Pin It on Pinterest