União Europeia deve reafirmar a sua defesa e segurança

O Ministro da Defesa Nacional afirmou que a União Europeia deve reafirmar a sua defesa e segurança sem que isso signifique diminuir o papel da NATO.

Na conferência conjunta com os ministros da Defesa de Espanha, França e Itália, no Porto, José Alberto Azeredo Lopes referiu que «não se trata de uma questão de independência», acrescentando que também não é uma «contradição face ao empenhamento com a NATO».

«O que se trata é de reafirmarmos a nossa capacidade própria em assegurarmos a nossa defesa e a nossa segurança sem com isso diminuir o papel da NATO», disse.

O Ministro realçou que grande parte dos membros da União Europeia também o são da NATO e existe a prova de que se está «a encontrar um caminho equilibrado, ambicioso e europeu de maior responsabilidade em matéria de defesa».

Azeredo Lopes afirmou também a confiança nas relações transatlânticas com os Estados Unidos, referindo que a NATO saberá ter a capacidade para enfrentar desafios que «realmente não são fáceis».

«Destacaria, pela positiva, o empenhamento que o novo secretário da Defesa norte-americano disse ter a 100% perante a organização [NATO], e não temos qualquer razão para duvidar de tal empenhamento, considerando que ele próprio lá desempenhou funções militares muito importantes», disse.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai encontrar-se com os parceiros da NATO em maio depois de ter apelado recentemente a uma maior contribuição dos europeus.

Pin It on Pinterest