Sónia Lima foi condenada a 25 anos de prisão

A mulher acusada do duplo homicídio das filhas na praia da Giribita, em Oeiras, em 2016, foi condenada esta quarta-feira pelo Tribunal de Cascais a 25 anos de prisão efectiva. Na leitura da sentença, o colectivo de juízas do Tribunal de Cascais considerou que Sónia Lima “entrou com as filhas no mar com o propósito de lhes tirar a vida”. O caso aconteceu há um ano, a 16 de Fevereiro de 2016.

“Entrou com as filhas no mar, o que fez com o propósito de lhes vir a tirar a vida. A arguida largou então a filha Viviane (à data com 19 meses), a qual, devido à sua tenra idade, à corrente e à ondulação, foi de imediato submersa”, descreve a acusação.

Samira, a filha de 4 anos, acabou também por submergir. O corpo de Viviane foi encontrado no dia do desaparecimento, enquanto o da sua irmã esteve desaparecido durante sete dias, até que foi encontrado na praia de Caxias, em Oeiras.

Na primeira audiência de julgamento, Sónia Lima rejeitou a acusação e explicou que tinha levado as filhas para urinar nas rochas da praia.

Pin It on Pinterest